Quer aumentar o som do seu notebook? É possível!

Através de alguns programas, você pode deixar o som do seu notebook 5 vezes mais alto do que o limite que ele tem hoje. Tudo bem, a qualidade do som não continua lá essas coisas, mas nada que seja tão grave a ponto de não valer a pena usufruir de um som nitidamente mais potente em comparação ao que você tinha antes.

aumentar o som do seu notebook
Aumentar o som do seu notebook

O programa que mais se destaca para executar este trabalho é o Letasoft Sound Booster. Para usá-lo, basta baixar e instalar o programa e em seguida reiniciar o computador. O único ponto negativo é que este programa não é gratuito, apesar de oferecer uma versão gratuita inicial que dura 14 dias. Caso você realmente goste e esteja disposto a investir nele, terá de desembolsar 20 dólares, nada tão grave assim.

Mesmo não sendo tão eficiente quanto o Sound Booster, uma segunda opção para aumentar o som do seu notebook é usar uma ferramenta do próprio Windows. Para ativá-la, siga os passos:

  1. Na barra de tarefas, clique com o botão direito no ícone de volume e selecione a opção “Dispositivos de reprodução”;
  2. Em “Fones de ouvido / Alto falantes” clique com o botão direito em “propriedades”;
  3. Você vai encontrar a aba “Aperfeiçoamentos” (ou “melhorias”). Ative a opção “Equalização de intensidade”.

Finalizando esse passo a passo, você já deve notar uma melhora no volume do seu computador, deixando-o mais alto que antes.

Para saber mais como otimizar o seu dia a dia, fale com o BONNJUR.

Seus passos na internet são mais vigiados do que você imagina

Quanto mais paramos para entender como as coisas no mundo digital funcionam, mais assustados ficamos. Cada clique, cada letra digitada, cada rolagem e até mesmo o tempo de permanência em uma determinada página é vigiado por aqueles que estão inteiramente interessados nessas informações.

Existem algumas ferramentas destinadas a monitorar o comportamento de quem navega na web, o que hoje em dia já se tornou praticamente uma redundância, afinal, quem não utiliza a internet para necessidades de quase todas as esferas?

Este monitoramento, geralmente é justificado pela finalidade de que anúncios sejam exibidos de forma personalizada. No entanto, o ponto chave é que inúmeros sites estão indo além.

Um estudo divulgado em novembro deste ano titulado “No boundaries: Exfiltration of personal data by session-replay scripts” (clique aqui para ir direto ao site) feito pela Universidade de Princeton, revelou que mais de 400 dos 50 mil sites mais populares do mundo usam scripts conhecidos como “scripts de replay de sessão” que gravam cada clique, cada vez que você pressiona uma tecla e cada rolagem de página. Ou seja, todo o seu comportamento é mapeado. A intenção é reproduzir estes movimentos posteriormente.

Seus passos na internet são mais vigiados do que você imagina
Seus passos na internet são mais vigiados do que você imagina

Alguns tipos destes scripts são capazes de gravar tudo o que é digitado em campos de texto, incluindo dados pessoais, números de telefone, documentos e por aí vai. Um determinado tipo de script por exemplo, o denominado “UserReplay” é capaz de registrar os quatro últimos dígitos do seu cartão de crédito.

O objetivo inicial do uso deste artificio é entender melhor como os visitantes interagem com o site, assim como identificar problemas em páginas que possam estar confusas ou quebradas. Porém, a situação se agrava quando estes sites usam estas informações de forma indevida, seja intencionalmente ou por desconhecimento, e acabam enviando os números completos do cartão de crédito, por exemplo, ou informações confidenciais a terceiros.

Caso você tenha ficado curioso, dentre os sites que executam este tipo de operação estão as gigantes HP e Windows.

Para estar sempre antenado à novidades e dicas, entre em contato com o BONNJUR.