Quer aumentar o som do seu notebook? É possível!

Através de alguns programas, você pode deixar o som do seu notebook 5 vezes mais alto do que o limite que ele tem hoje. Tudo bem, a qualidade do som não continua lá essas coisas, mas nada que seja tão grave a ponto de não valer a pena usufruir de um som nitidamente mais potente em comparação ao que você tinha antes.

aumentar o som do seu notebook
Aumentar o som do seu notebook

O programa que mais se destaca para executar este trabalho é o Letasoft Sound Booster. Para usá-lo, basta baixar e instalar o programa e em seguida reiniciar o computador. O único ponto negativo é que este programa não é gratuito, apesar de oferecer uma versão gratuita inicial que dura 14 dias. Caso você realmente goste e esteja disposto a investir nele, terá de desembolsar 20 dólares, nada tão grave assim.

Mesmo não sendo tão eficiente quanto o Sound Booster, uma segunda opção para aumentar o som do seu notebook é usar uma ferramenta do próprio Windows. Para ativá-la, siga os passos:

  1. Na barra de tarefas, clique com o botão direito no ícone de volume e selecione a opção “Dispositivos de reprodução”;
  2. Em “Fones de ouvido / Alto falantes” clique com o botão direito em “propriedades”;
  3. Você vai encontrar a aba “Aperfeiçoamentos” (ou “melhorias”). Ative a opção “Equalização de intensidade”.

Finalizando esse passo a passo, você já deve notar uma melhora no volume do seu computador, deixando-o mais alto que antes.

Para saber mais como otimizar o seu dia a dia, fale com o BONNJUR.

Seus passos na internet são mais vigiados do que você imagina

Quanto mais paramos para entender como as coisas no mundo digital funcionam, mais assustados ficamos. Cada clique, cada letra digitada, cada rolagem e até mesmo o tempo de permanência em uma determinada página é vigiado por aqueles que estão inteiramente interessados nessas informações.

Existem algumas ferramentas destinadas a monitorar o comportamento de quem navega na web, o que hoje em dia já se tornou praticamente uma redundância, afinal, quem não utiliza a internet para necessidades de quase todas as esferas?

Este monitoramento, geralmente é justificado pela finalidade de que anúncios sejam exibidos de forma personalizada. No entanto, o ponto chave é que inúmeros sites estão indo além.

Um estudo divulgado em novembro deste ano titulado “No boundaries: Exfiltration of personal data by session-replay scripts” (clique aqui para ir direto ao site) feito pela Universidade de Princeton, revelou que mais de 400 dos 50 mil sites mais populares do mundo usam scripts conhecidos como “scripts de replay de sessão” que gravam cada clique, cada vez que você pressiona uma tecla e cada rolagem de página. Ou seja, todo o seu comportamento é mapeado. A intenção é reproduzir estes movimentos posteriormente.

Seus passos na internet são mais vigiados do que você imagina
Seus passos na internet são mais vigiados do que você imagina

Alguns tipos destes scripts são capazes de gravar tudo o que é digitado em campos de texto, incluindo dados pessoais, números de telefone, documentos e por aí vai. Um determinado tipo de script por exemplo, o denominado “UserReplay” é capaz de registrar os quatro últimos dígitos do seu cartão de crédito.

O objetivo inicial do uso deste artificio é entender melhor como os visitantes interagem com o site, assim como identificar problemas em páginas que possam estar confusas ou quebradas. Porém, a situação se agrava quando estes sites usam estas informações de forma indevida, seja intencionalmente ou por desconhecimento, e acabam enviando os números completos do cartão de crédito, por exemplo, ou informações confidenciais a terceiros.

Caso você tenha ficado curioso, dentre os sites que executam este tipo de operação estão as gigantes HP e Windows.

Para estar sempre antenado à novidades e dicas, entre em contato com o BONNJUR.

5 palestras TED que podem mudar a sua vida

As famosas “TED Talks” são pequenas palestras com pessoas influentes divulgadas através de vídeos com duração de aproximadamente 20 minutos. Os protagonistas destas conversas dissertam sobre inúmeros temas, assuntos interessantes, pertinentes e inovadores que podem ser muito úteis na sua vida. Convictos de que os temas e as mensagens transmitidas podem fazer imensa diferença para você, listamos 5 palestras TED para que você extraia a mensagem e possa colocá-la em prática.

1. “Como falar de forma que as pessoas queiram ouvir” Julian Treasure

Um dos maiores êxitos de visualizações do TED, Julian Treasure explica por que algumas pessoas prendem a atenção das pessoas enquanto falam e outras não conseguem alcançar essa façanha, independente do assunto que estão transmitindo.

 2. “Como fazer escolhas difíceis” Ruth Chang

Grandes decisões podem ser agonizantemente difíceis. A filósofa Ruth Chang explica a razão desta sensação: nós pensamos nestas decisões da maneira errada. Ao terminar o vídeo, a forma como você olhará para duas ou mais possibilidades na sua vida não será mais com dor, e sim com propriedade e certeza de estar fazendo a coisa certa.

 3. “Quer ter uma carreira melhor?” Larry Smith

A instigante palestra de Larry Smith provoca o público a respeito da maneira como está sendo conduzida as respectivas carreiras de cada um. Ao invés de conforto, Smith afirma que provavelmente nós estejamos nos atrapalhando, sem dar os passos necessários para avançar. Esta conversa vai fazer você olhar para as desculpas que costuma dar e provocar a reflexão do que fazer para alcançar o sucesso profissional.

 4. “Quer ser melhor em se aprimorar?” Eduardo Briceño

Eduardo Briceño disserta sobre formas de trabalho que se dividem em aprendizado ou desempenho. A grande maioria das pessoas trabalha grande parte de seu tempo na área de desempenho, o que dificulta o processo. Briceño explica que o que devemos mesmo é focar nossas atenções no aprendizado, e melhorias serão constantemente vividas.

5 palestras TED
5 palestras TED

5. “Sua linguagem corporal molda quem você é” Amy Cuddy

A linguagem corporal afeta a maneira como os outros nos veem e também pode mudar a maneira como nós próprios nos vemos. A psicóloga Amy Cuddy nos ensina a ter uma postura confiante mesmo quando não nos sentimos confiantes. Mas aprender a transparecer é o primeiro passo.

Para estar sempre antenado à novidades e dicas, entre em contato com o BONNJUR.

Descubra os apps que mais consomem memória no IOS

Já aconteceu de você abrir a câmera do seu celular pra tirar uma foto e no lugar, receber uma mensagem indesejada que diz basicamente “você não tem mais espaço”? Isso quer dizer que está na hora de começar a fazer uma limpa no seu celular e isso inclui se desapegar de alguns apps, fotos e vídeos.

Descubra os apps que mais consomem memória no IOS
Descubra os apps que mais consomem memória no IOS

A boa notícia é que há um jeito (muito fácil) de descobrir quais apps ocupam mais a memória RAM do seu celular. Às vezes acreditamos que excluir inúmeros aplicativos vão fazer uma diferença significativa na hora de “desafogar” a sua memória. Mas é aqui que a gente se engana. Certos tipos de apps consomem muito pouco espaço, enquanto outros, sem uma justificativa aparente, consomem mais do que o triplo.

Portanto, descubra estes apps mais pesados e foque em alguns deles para se desfazer. O passo a passo para agir agora mesmo é o seguinte:

  1. Em “Configurações” selecione a opção “Geral”. Em seguida abra “Armazenamento e iCloud”.
  2. Abaixo de “Armazenamento” opte por “Gerenciar Armazenamento” e aguarde até que a lista seja carregada.
  3. Os aplicativos serão exibidos em ordem decrescente de tamanho, ou seja, os “vilões” desta história toda estarão visíveis logo no topo desta lista.
  4. Para remover algum deles, você nem precisa ir para outro lugar. Toque sobre ele, selecionando-o e opte por “Apagar aplicativo”.

Está feito. Vai da situação de cada um decidir se apagar um app dos mais pesados é o suficiente para dar uma folga ao seu celular. Caso contrário, vá apagando outros até que haja espaço suficiente a ser liberado no seu celular.

Um dos pontos negativos é que determinados apps que já vêm instalados, não são possíveis de serem desinstalados. Porém, já que a convivência forçada é necessária, há uma dica que pode deixa-los mais “invisíveis” em termos de ocupação do espaço na memória. Você pode apagar o conteúdo que existe neles, como fotos ou músicas.

Para estar sempre antenado à novidades e dicas, entre em contato com o BONNJUR.

Descubra os apps que mais consomem memória no Android

Por serem facilitadores das necessidades de nosso dia a dia e bastante práticos, é comum que tenhamos um bom número de aplicativos em nossos celulares. Aprender línguas, fazer compras, usar um bom GPS, pedir comida, pedir carona, ou seja lá pra qual necessidade ele se destine, apps são (na maioria das vezes) muito bem-vindos. Bons aplicativos não faltam. No entanto, ter uma coleção de apps compromete diretamente o espaço de memória do seu celular. A memória RAM do Android, da mesma forma que em um computador, tem como principal função guardar os dados de forma temporária para que as informações mais utilizadas por um aplicativo possam ser rapidamente acessadas sem nenhum problema, como travamentos por exemplo. Porém, a medida que vamos baixando aplicativos, a memória RAM vai sendo preenchida e problemas podem começar a aparecer.

consomem memória no Android

Caso você esteja com problema de espaço em seu celular, listamos abaixo o passo a passo para que você possa identificar os aplicativos que mais consomem memória. Após isso, o interessante é fazer um pente fino nesta lista de apps a fim de priorizar àqueles que de fato são indispensáveis, deletando, portanto, os que você considera sem muita relevância.

– Vá em Configurações

– Em “Sistema”, encontre a opção “Sobre o dispositivo”

– Role até encontrar “Número da versão” e toque nesta opção até aparecer a mensagem “Você agora é um desenvolvedor!”

– Retorne à tela “Configurar” e acesse novamente a opção “Sistema”. Você encontrará “Opções do desenvolvedor” que deve ser selecionada.

– Toque na opção “Memória”

– Será apresentado seu uso médio de memória RAM nas últimas horas. Se quiser, você pode selecionar a quantidade de horas que gostaria de verificar: 3, 6, 12 ou 1 dia.

É nesta hora que você vai conseguir verificar quais apps estão consumindo mais memória RAM, em “Memória usada por apps”. A lista aparecerá e você pode então decidir quais apps deve deletar a fim de liberar mais memória em seu celular.

Para estar sempre antenado à novidades e dicas, entre em contato com o BONNJUR.

Proteja os arquivos do seu pen drive com senha

Proteja os arquivos do seu pen drive com senha

Portabilidade, simplicidade e praticidade são algumas características que definem um utensílio que para muitos já se tornou indispensável: o pen drive. Eles são portáteis, pequenos e práticos e podem armazenar cada vez mais arquivos e conteúdos. No entanto, por serem muito pequenos e levados para muitos lugares, não é difícil alguém perder um pen drive.

Por isso, listamos algumas dicas para que você consiga se precaver e proteger a privacidade de todos os seus documentos e dados que estão armazenados no seu pen drive. Você pode ter essa tranquilidade protegendo o seu pen drive com o uso de senhas, assim, se ele for perdido ou roubado, os seus arquivos estarão protegidos.

Uma das opções que protegem o seu pen drive com o uso de senhas envolve o download de um programa chamado “Rohos Mini Drive”.

Proteja os arquivos do seu pen drive com senha
Proteja os arquivos do seu pen drive com senha

O programa cria uma partição virtual no seu dispositivo portátil. Os passos são simples:

  1. Instale o programa em seu computador
  2. Conecte o seu pen drive e clique em “Criptografar o disco USB”
  3. Selecione o dispositivo USB que você quer proteger e determine uma senha
  4. Selecione a opção “Criar disco”

Para abrir a partição criada, clique duas vezes no arquivo “Rohos Mini.exe na pasta “root” do seu dispositivo e digite a senha que você criou. Assim, você terá acesso à sua pasta protegida. Para desconectar-se, basta clicar com o botão direito no ícone do Rohos na Barra de Ferramentas do Windows e selecionar a opção “Desconectar”.

Um processo simples, que pode te prevenir de situações e preocupações desagradáveis. Como sempre, prevenir é melhor que remediar.

Para saber mais como otimizar o seu dia a dia com soluções eficientes, entre em contato com o BONNJUR.

 

 

Quatro dicas para prolongar a vida útil do seu notebook

Quatro dicas para prolongar a vida útil do seu notebook

Veja nossas dicas para prolongar a vida útil do seu notebook.

Notebooks pessoais se tornaram indispensáveis na vida de muitas pessoas. Através deles, podemos trabalhar, consumir conteúdos, efetuar compras e armazenar nossos principais documentos e arquivos. Especialistas afirmam que uma máquina como esta, tem uma vida útil que varia de 3 a 5 anos, em média. Pode ser que ele dê sinais de superaquecimento, lentidão ou até mesmo barulhos estranhos antes ou depois deste tempo. No entanto, existem algumas pequenas atitudes que podem fazer com que a vida útil do seu notebook seja prolongada. Confira a seguir, quatro formas que o ajudarão a viver mais e melhor:

prolongar a vida útil do seu notebook

– Não deixe superaquecer: Neste caso, o ideal não é saber o que fazer, e sim o que não fazer. Neste tópico, a palavra da vez é não: Não use o seu computador em cima de almofadas ou em cima da cama e tampouco deixe o note no seu colo enquanto você manuseia. Atos como estes podem bloquear a saída de ar do sistema de ventilação do aparelho, fazendo com que ele fique cada vez mais quente. Além disso, é recomendável limpar as saídas de ar regularmente. Falando nisso, o próximo tópico aponta justamente para essa necessidade.

– Mantenha a limpeza: Existem basicamente dois tipos de limpeza: A “superficial” que está relacionada com os cuidados externos do seu notebook, e a limpeza interna, que é sempre melhor executada quando fica a cargo de um técnico. Na limpeza externa, os cuidados estão mais ligados com a tomada de precauções a fim de evitar riscos. Evite comer perto dele, alimentos que caem migalhas, para que não entre nos pequenos vãos do teclado. Evite também bebidas, pois acidentalmente, elas podem cair em cima do seu laptop. Pó e outros tipos de sujeiras também devem ser limpados periodicamente, mas nunca utilizando produtos químicos. A limpeza interna, no entanto, é a mais importante, pois ela ajuda a excluir itens inutilizados, fornecer mais espaço e agilidade.

– Gerencie a bateria: Eis o elemento-chave do bom funcionamento dos notebooks. Existem alguns mitos e verdades que envolvem a bateria, por isso, é importante que se analise as recomendações dadas pelo fabricante de cada modelo. Há pessoas que preferem deixar a bateria esgotar totalmente para então carregá-lo. No entanto, a revista Wired divulgou recentemente a suposta maneira ideal: ao recarregar, deixe atingir os 80% e carregue novamente por volta dos 40%. Não custa experimentar, não é?

– Mantenha-o atualizado: Atualizar programas e sistema e formatar o disco de vez em quando, são atitudes que contribuem não só para o prolongamento da vida útil, como para um adequado funcionamento do aparelho. Portanto, considere manter o sistema operacional em dia, atualizando-os sempre que for indicado. Formatar o disco rígido é importante da mesma forma, pois além de apagar arquivos sem uma extensão definida, ajuda a combater vírus e outros tipos de arquivos maliciosos.

Para saber mais como otimizar o seu dia a dia com soluções eficientes, entre em contato com o BONNJUR.

 

Rede-Mesh: Tecnologia que distribui igualmente o sinal do seu Wi-Fi

Rede-mesh: Eficiência no Wi-fi

A cena de ter que mudar de lugar na sua casa, escola ou trabalho pra conseguir um sinal um pouquinho melhor do Wi-Fi é mais comum do que gostaríamos que fosse.  Geralmente o que acontece é que, a qualidade da internet depende diretamente da proximidade com a rede cabeada. Quanto mais longe estamos, menos qualidade de sinal temos. Para solucionar este problema, o Google lançou recentemente um aparelho denominado Google Wifi que pretende levar as chamadas “redes mesh”, até então muito utilizadas em grandes empresas, para outros lugares que fazem parte do nosso dia a dia, principalmente, a residência onde moramos.

O objetivo principal desta mistura de roteador com repetidor de internet, é ser um dispositivo capaz de melhorar a conexão nos lugares ao distribuir de forma igualitária o sinal de internet em todos os ambientes.

Rede-Mesh
Rede-Mesh

Mas o que é afinal uma rede mesh e de que forma ela se diferencia da rede Wi-Fi tradicional?

A grande diferença é que a rede mesh (que significa malha) não é composta por um único roteador conectado à rede banda larga, e sim, uma rede de nós que trabalham em conjunto para distribuir um sinal de internet de forma efetiva nos mais diversos pontos de um ambiente. Os nós podem ser entendidos como roteadores e repetidores de alta eficiência. Assim, a novidade neste sistema não diz respeito apenas à qualidade da distribuição do sinal Wi-Fi como também no avanço da tecnologia por trás em sincronizar todos os dispositivos de acordo com o roteador que dá cobertura à localização.

Quanto mais nós, isto é, unidades avulsas do Google Wi-Fi ou mesmo roteadores OnHub, a qualidade da conexão fica ainda mais veloz. Quanto ao custo, vai depender de quantos “nós” você vai optar por distribuir pela casa. Uma unidade custa por volta de R$ 420,00 e garante cobrir um ambiente de até 40m².

Para saber mais sobre como otimizar o seu dia a dia, fale com o BONNJUR.

Os riscos de manter seus aparelhos conectados ao Bluetooth

Os riscos de manter seus aparelhos conectados ao Bluetooth

Smartphones, câmeras, impressoras, sons automotivos e aparelhos de televisão são apenas alguns dos exemplos de equipamentos que podem ser conectados à um sistema para comunicação sem-fio (wireless) conhecido como Bluetooth.

No entanto, o ato (aparentemente) inofensivo de deixar o Bluetooth ligado nestes equipamentos, principalmente no seu celular, pode causar problemas graves.

O problema está em um malware (programa malicioso) conhecido por BlueBorne, que devido à sua característica de “expansão pelo ar” pode permitir que hackers invadam não apenas smartphones, mas também outros equipamentos, como aparelhos de TV ou notebooks.

Os riscos de manter seus aparelhos conectados ao Bluetooth.

Este problema foi detectado e apontado por pesquisadores da empresa de segurança Armis. Segundo o levantamento, a estimativa é de que esta falha poderia afetar mais de 5,3 bilhões de dispositivos no mundo. A empresa também complementa que além do BlueBorne, existem mais riscos. Abaixo, listamos outras três eventuais ameaças:

– Bluebugging: É considerado um dos mais graves. Este tipo de ataque aproveita os “bugs” na identificação do dispositivo para conseguir controlá-lo. O risco que se corre, vai desde o roubo de dados à propagação de vírus. Infelizmente, o BlueBorne não solicita nenhuma operação do dono do aparelho para agir, como por exemplo clicar em algum link.

– Bluejacking: Não é tão nocivo quanto ataques por meio de malwares. Neste caso, hackers acessam agendas, mensagens e dados, mas principalmente utilizam um protocolo do sistema para enviar mensagens à vítima por intermédio de um contato, uma nota ou um cartão eletrônico (VCard).

– Bluesnarfing: Está relacionado com o roubo de informações e é mais perigoso que o Bluejacking. No entanto, neste caso é mais difícil o invasor ter sucesso, pois o hacker precisaria estar a menos de 10 metros do equipamento hackeado.

Os riscos de manter seus aparelhos conectados ao Bluetooth
Os riscos de manter seus aparelhos conectados ao Bluetooth

Para se proteger contra estas invasões, existem algumas recomendações que são eficientes. A primeira delas é ter a consciência de que o mais seguro é manter o Bluetooth desligado quando ele não estiver sendo utilizado. Você também pode configurar o seu aparelho para o “modo oculto”, deixando-o invisível a hackers assim como dar preferências a equipamentos mais modernos que solicitam um código de confirmação quando alguém tenta se conectar ao seu dispositivo. Além disso, empresas como Google, Microsoft e Linux oferecem aos seus clientes programas que realizam correções em dispositivos com falhas, conhecidos como “patches”.

Para estar sempre antenado às novidades e dicas, entre em contato com o BONNJUR.

10 aplicativos para ter em seu celular, segundo a Apple

Se você tivesse que escolher 10 aplicativos para ter em seu celular, nada melhor do que seguir uma lista elaborada pela Apple, não é mesmo? As recomendações variam desde apps que permitem transferir dinheiro, a editores de fotos ou vídeos. Com os milhares de aplicativos disponíveis no mercado, a lista é de grande valia na hora de filtrar as inúmeras opções disponíveis em determinada categoria e assim, escolher o que mais se adequa às suas necessidades.

A maioria dos apps recomendados pertencem à categoria fotos e vídeos, responsáveis principalmente por edições. Se você estiver em busca de apps eficientes para melhorar suas fotos ou vídeos, entre os selecionados pela gigante da tecnologia estão o VSCO, Replay Video Editor, Camera +, MSQRS e BuzzFedd Video, que por sinal é um dos serviços de mídia digital que mais cresce no mundo.

10 aplicativos para ter em seu celular

Os demais apps representam uma categoria diferente e estão listados abaixo:

Dark Sky: Um passo além da previsão do tempo. Informa especificamente sobre temporais e nevascas, mas que para o Brasil, já não se adequa tão bem.

1Password: Segundo a Apple, é o melhor programa para gerir senhas e o mais apropriado para guardar suas informações pessoais a sete chaves, pois além de guardá-las, ele auxilia na criação de senhas mais fortes. Este app te permite proteger documentos e informações pessoais, como diferentes logins e senhas. Um fator de destaque é com relação aos navegadores: Não importa se você utiliza mais de um navegador em seu computador, o 1Password é capaz de registrar todos os códigos independente do browser que você escolher. Para complementar a segurança, as senhas (que são salvas pelo app) podem ser criptografadas.

Venmo: É o representante do âmbito financeiro. Indicado para quem deseja fazer transferências de dinheiro pelo smartphone. O app pertence ao gigante do ramo de pagamentos eletrônicos (PayPal) e conta com versões tanto para Android, quanto para IOS.

Runkeeper: Para os esportistas de plantão, a sugestão vai para o Runkeeper. O app é responsável por registrar corridas, cronometrar tempos, calcular ritmos e batimentos cardíacos e ainda estabelecer treinos e metas. Mais de 45 milhões de pessoas já aderiram ao app, que gratuitamente está disponível para Android e IOS.

Jet: Destacado não só pela Apple, mas também pelo Google como um dos melhores aplicativos que existem, o foco principal está em mudar a forma como compramos, e ser uma plataforma inteligente de compras. O Jet propõe transformar custos integrados em descontos, como por exemplo custos de envio. Assim como a maioria, o app é gratuito e está disponível tanto para Android quanto para IOS.

Todos estes 10 apps citados foram criados para facilitar a sua vida. Para conhecer mais uma maneira de tornar as coisas mais fáceis, entre em contato com o BONNJUR.