criptografia do WhatsApp

Brecha no sistema de criptografia do WhatsApp pode expor a sua privacidade

Visando proteger as conversas e garantir a privacidade de seus usuários, os responsáveis pelo WhatsApp optaram pela implementação do sistema conhecido por “criptografia de ponta a ponta” que tecnicamente, protege todas as conversas no aplicativo. Mas será que existe uma brecha na criptografia do WhatsApp?

Rumores indicam que as coisas não estão funcionando tão bem assim. Recentemente, o jornal britânico “The Guardian” apontou uma falha neste sistema, descoberta pelo pesquisador de segurança da Universidade de Berkeley, na Califórnia, Tobias Boelter. O sistema adotado pelo WhatsApp funciona da seguinte maneira: Chaves únicas de segurança são geradas para cada usuário e conforme o nome sugere, o sistema (supostamente) protege todo o trajeto da comunicação entre emissores e receptores. Em outras palavras, é como uma chave que “tranca” a mensagem quando ela sai e “destranca” quando ela chega ao destinatário.

Porém, é aí que mora o problema. Imaginemos que o receptor fique off-line depois da mensagem ter sido enviada pelo remetente. Neste meio tempo, o sistema geraria uma nova chave de segurança e descartaria a primeira. Portanto, ao “destrancar” a mensagem e “trancá-la” novamente com outra chave, se cria a brecha ideal para expor o seu conteúdo ao aplicativo.

whatsapp

No entanto, ficar off-line não é o único fator que coloca em risco a privacidade dos usuários. As trocas das chaves de segurança também ocorrem quando o usuário troca de telefone ou reinstala o WhatsApp.

Para algumas pessoas, principalmente para os profissionais que necessitam da certeza do sigilo na troca de mensagens, é inquietante saber sobre esta possível exposição devido à falha no sistema do WhatsApp. Portanto, fica a lição: devemos sempre ter cuidado com tudo que enviamos.

Para contar com a tranquilidade em poder confiar nas informações recebidas, o BONNJUR está a sua disposição para serviços de recortes jurídicos, notificações automáticas, armazenamento ilimitado e outras vantagens. Clique aqui e saiba mais.

Recuperação Judicial

Dados do Indicador Serasa Experian de Falências e Concordatas registram 574 solicitações de Recuperação Judicial nos 5 primeiros meses de 2017. As micro e pequenas empresas lideram os requerimentos, com 347 pedidos; empresas médias foram responsáveis por 148 solicitações; e grandes empresas, por 79. No mesmo período, 324 empresas decretaram falência (em um total de 694 requerimentos).

O aumento no número de pedidos de recuperação judicial e falência nos últimos anos, reflexo do longo período de recessão econômica (desde 2008, com uma crise global, e acentuada com a atual crise econômica e política nacional), voltou as atenções para a Lei nº 11.101/2005, que regulamenta os procedimentos de Falência e Recuperação Judicial de empresas. Ainda que se tenha levado em consideração as melhores práticas internacionais sobre o tema e a realidade nacional, o período de vigência da norma revelou no dia a dia a necessidades de aperfeiçoamentos. O objetivo destas alterações seria tornar a lei mais eficaz, moderna e dinâmica. Entre as várias propostas para mudança podemos citar a criação de varas judiciais especializadas na matéria e de linhas de crédito específicas para empresas em recuperação, além de maior prazo para suspensão de ações e execuções contra o devedor e da fixação de competência territorial.

Outra mudança necessária deve ocorrer por parte das empresas, que não devem perder o “timing” da decisão ao recorrer aos benefícios que a lei garante: recorrer a Lei de Recuperação de Empresas em uma situação pré-falimentar torna a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores mais difícil de realizar.

Para advogados e escritórios que trabalham em processos de recuperação da condição econômica empresarial, o BONNJUR oferece um serviço exclusivo e especializado: nosso sistema agrupa as publicações referentes ao tema, para monitoramento facilitado de empresas e das etapas do plano de recuperação.

Entre em contato com o BONNJUR e conheça mais sobre nosso serviço de Recuperação Judicial.

recuperação judicial

Conheça nossos serviços:

   

 

Saiba o que aconteceu no ataque dos hackers

No dia 12 de maio, vários países sofreram ataque dos hackers, onde os mesmos invadiram diversas empresas em mais de 90 países e isso deixou todo o Mundo chocado e muito mais atento com seus computadores.

Os equipamentos de informática teriam sido infectados com um vírus do tipo “ransomware”, que bloqueia os arquivos. No entanto, não sabemos se os hackers conseguiam ter acesso aos dados pessoais.

Tudo começou depois de os hackers acharem uma brecha no sistema operacional Windows, onde era colocado o vírus e todos os arquivos das maquinas eram embaralhados e bloqueados. Sendo assim, o vírus só seria retirado com uma quantia de dinheiro que teria que ser depositada para os hackers. Muitas empresas foram afetadas, até mesmo as de grande porte.

O governo espanhol divulgou um comunicado em que aponta o ciberataque em várias companhias do país, entre elas a empresa de telecomunicações Telefónica. O ministério da Energia confirmou que “o ataque afetou pontualmente equipamentos de informática de trabalhadores de várias empresas”.

ataque dos hackers

Outro país afetado foi a Inglaterra, e o Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido informou na sexta-feira (12) que estava enfrentando um ataque cibernético. Hospitais ao redor do país disseram que o problema tem causado o cancelamento de consultas e atendimentos. “Estamos cientes de um incidente de cibersegurança e estamos trabalhando em uma resposta”, disse um porta-voz da divisão do NHS responsável por questões de tecnologia.

O “ransomware” é um pequeno programa, que se oculta em um arquivo de aparência inofensiva. Uma vez infectado, o usuário não pode ter acesso a seus arquivos enquanto não pagar um resgate.

No Brasil não foi diferente, hackers invadiram os computadores do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), durante um ataque a diversas instituições do Brasil. Na tela dos computadores, servidores de ambas as instituições se depararam com pedidos de resgate de US$ 300 por máquina afetada. Os prazos foram suspensos indefinidamente até que seja retomada a regularidade dos trabalhos.

A BONNJUR recomenda algumas coisas para você evitar a entrada de hackers no seu computador, como verificar se seu computador está atualizado, a última atualização foi feita em março pela Microsoft. Assim, é recomendado que você faça essa atualização e também deixe seu firewall ativado. Para saber se seu computador está atualizado, acesse o Painel de Controle e verifique se há atualizações disponíveis.

Além de deixar seu software atualizado, ter um antivírus é muito importante, com ele você vai conseguir encontrar tudo de errado que o computador pode receber e remover o mesmo.  Cuide também sobre os downloads que você faz, sempre procure um site confiável para baixar algum programa que esteja procurando. E por último, instale programas anti-spyware/adware em seu sistema, este tipo de programa bloqueia anúncios indesejados que você pode clicar e obter vírus no seu computador, um que recomendamos é o AdBlock.

congresso processo civil

III Congresso de Processo Civil vem aí!

O III Congresso de Processo Civil está chegando e o BONNJUR não ia deixar de participar de um grande evento.

O congresso ocorrerá nos dias 05, 06 e 07 de junho no Teatro Guaíra, Curitiba. A coordenação científica será comandada por Eduardo Talamini e Graciela Marins e o evento já tem a programação completa que você pode conferir na imagem abaixo.

Programação:

III Congresso de Processo Civil

noticias

Atualização no Sistema Projudi

Notícia importante para todos os usuários do Projudi, o sistema terá uma atualização no dia 12 de março:

Informamos que em 12 de março de 2017, entre 05h00 e 12h00, está prevista atualização de versão do Sistema Projudi. Durante este período o sistema estará indisponível.

Sistema Projudi

Antecipem suas buscas e fiquem atentos para receber outras informações sobre o sistema Projudi.

Novo Assinador do Projudi

A partir do dia 12, os usuários do utilizarão um novo assinador do Projudi, como segue a informação do site do Projudi:

“Prezados Usuários do Sistema Projudi. A partir da data de 12 de março de 2017 os sistemas do TJPR utilizarão um novo assinador, para suprir a falta de suporte ao java da nova versão do Mozilla Firefox, confeccionamos um manual para apresentar como o sistema PROJUDI irá se comportar no momento da assinatura de documentos com o novo assinador.”

Novo Assinador do Projudi

A nova versão fala sobre as novas alterações no procedimento de assinatura de documentos através do Assinador do sistema e muito mais. Acesse o manual clicando aqui.

Pós-Graduação ou MBA com foco na área empresarial

Para aprimorar sua carreira na área empresarial, o BONNJUR dá essa incrível dica para quem quer se especializar profissionalmente.

Pós-Graduação

Compreenda e aplique os conceitos do Direito com foco no ambiente empresarial.

O LLM em Direito Empresarial do ISAE/FGV tem como objetivo oferecer aos alunos uma visão atual do Direito aplicado ao mundo empresarial. Com uma abordagem interdisciplinar, o LLM aborda não apenas aspectos jurídicos, mas também econômicos, sociais e financeiros, relacionados aos negócios. Unindo prática e teoria e capacitando profissionais para a tomada de decisões corporativas com apoio técnico-jurídico.

MBA

Compreensão do ambiente tributário e otimização dos processos com foco na resolução de problemas.

O MBA Executivo em Administração Pública do ISA/FGV proporciona uma visão aprofundada do tema aplicado ao dia a dia e na construção de teses jurídicas. O programa é destinado ao profissional sem experiência gerencial, de qualquer área de atuação, que deseje empreender, atuar ou avançar na carreira executiva com segurança e garantida vantagem competitiva no mercado. A heterogeneidade da turma proporciona um ambiente rico e fértil para troca de ideias, preparando o profissional para os desafios de trabalhar em equipes multidisciplinares e dinâmicas.

A Pós-Graduação ISAE/FGV é um programa de gestão com ênfase na formação de líderes globalmente responsáveis.

O ISAE/FGV já abriu as inscrições de Pós-Graduação para LLM em Direito Empresarial e MBA, para Direito Tributário. Clique aqui para saber mais.

Se inscreva agora no Pós-Graduação ou MBA com foco na área empresarial!

Pós-Graduação ou MBA com foco na área empresarial